Formação Integrada & Comunicação

Conteúdo:

  • O que é “forma” na palavra “formação”? corpo, conceito, identidade, maneira
  • A forma recebe a essência. E o que é essência (ou qual é minha essência?) Presença, devir, assinatura, vibração.
  • O que é uma formação: a educação formal e a educação integrada
  • O que é formação integrada? auto, hetero, ecoformação
  • A formação nós oferecemos; a essência, você traz.
  • “sentido da vida” saindo da obscuridade: não é abstrato! (Fome/tesão/medo no corpo, curiosidade/paixão/dúvida na mente, inspiração/fé/angústia na alma)
  • Para o jornalismo: saber da vida para fazer vida no mundo
  • Diferença de saber o que é “VIDA” (Processos, Estruturas, Transições) e saber o que é “A VIDA” (Um fenômeno misterioso e só seu)
  • O que é VIDA então? Sistemas, redes, interdependência e Todo, contradição & complexidade), estrutura e experiência – Transformação.
  • Vida é relação, troca, sistema, complexidade, transformação – vida é comunicação.
  • Se comunicar é fazer vida e fazer a si mesmo, pondo-se em relação, observando padrões e rupturas
  • Jornalismo não é apenas uma profissão, mas uma expressão autêntica da vida nessa forma (sociedade) em criar contato e coerência entre suas partes.
  • O jornalista faz isso pela sociedade mas também para si – se cuidar de seu percurso como algo que o forma como pessoa.

Apuração

Conteúdo

Sensibilização

Jogo de Mafioso – 40 minutos

Questões para compartilhamento:

  • Como você agiu para descobrir quem era do bem/mal?
  • Como você agiu para comunicar suas descobertas?

Teoria:
O que é apuração? Qual sua importância dentro do jornalismo?
Apresentação do vídeo:

 Desconstrução de uma reportagem publicada para chegar ao roteiro de apuração (vide referências e repertório)

Prática:
Parta de uma lista de 4 ou 5 estereótipos (ex: em São Paulo se trabalha mais e se descansa menos que no Rio de Janeiro; O sistema capitalista é a fonte de toda desigualdade; Mulher grávida trabalha menos) e distribua em cada subgrupo: apurar a veracidade ou não dos estereótipos.

Questões para compartilhamento:

  • Quais foram os caminhos de apuração?
  • Quais são as fontes dos estereótipo?
  • Quais são as fontes para comprová-los ou desmontá-los?

Apure o orçamento da secretaria de transporte do seu município: quais caminhos são possíveis (entrevista, dados públicos, acompanhamento dos gastos)? Como analisar os dados levantados?

Compartilhamento da experiência

Lição de casa:
O que seu lixo diz sobre você/sua família? Com base no pensamento de apuração, analise os cotidianos dos habitantes da sua casa com base nos resíduos sólidos.

Encerramento
Eu me apuro: meditação ativa – o corpo como fonte primária de apuração sobre si mesmo.